A revolução das massas e o orgulho de ser um idiota útil

TARIFAPor Alessandro Barreta Garcia

O que está acontecendo em SP e já aconteceu só confirma aquilo que venho escrevendo: “Terrorismo juvenil em São Paulo – Um retrato nefasto de uma nova ordem mundial”.[1] Porém, com uma diferença mais nítida, de um lado uma horda de bárbaros e de outra uma massa de manobra desorientada. No primeiro caso só vejo vandalismo, criminalidade, depredação do patrimônio público e privado, incêndios, mortos e muitos feridos. No segundo, uma massa de idiotas úteis interrompendo o trânsito, impedindo o direito de ir e vir, impedindo ambulâncias de transitar, ou seja, manifestações logicamente falsas e contraditórias (a exemplo do que se observa na internet contra o jogador Ronaldo) e que agora já se deslocam rumo ao primeiro grupo.

Se manifestar contra a Copa do Mundo e contra o Ronaldo por sua declaração só prova uma coisa. O brasileiro não entende nada de política. Quem trouxe a Copa foi o Lula, a culpa é do Lula e pela lógica, de quem votou no Lula. Ou seja, confundem o efeito com a causa. A FIFA não pediu nada ao Brasil, quem pediu foi o Lula (e sem consultar o povo).

Enquanto isso só prejuízo. Quem pagará o dano dos comerciantes? Dos restaurantes, concessionárias de automóvel, ônibus queimados, lojas saqueadas, prédios públicos pichados, mercadorias estragadas. A resposta é. Nós pagaremos.

É evidente que esse processo já possui vários responsáveis, desde os organizadores originais até diversos outros formadores de opinião. Talvez sejam os jornalistas militantes, atores da TV Globo, jogadores de futebol, políticos, governos entre outros.

Não são poucos os brasileiros orgulhosos por saírem às ruas, ou para quebrar toda a cidade ou para fechar as vias públicas tocando fogo em pneus. Acham isso democrático. Não percebem o quanto servem (em SP) aos partidos de esquerda, em especial ao PT (muito embora alguns já comessem a perceber, e se manifestar de forma antagônica).[2] Foi um tiro no pé neste sentido. Por outro lado, as eleições estão aí e certamente já procuram desgastar o governador Geraldo Alckmin nas próximas urnas.

Todavia, vamos ver até quando vai a irresponsabilidade do governador de SP em permitir que o comércio feche mais cedo por falta de segurança. Que se prejudique as vendas do comércio, que aliás move o país. Que se travem ainda mais o trânsito da cidade e impeça o cidadão de transitar, coisa que aliás lhe é um direito. Que as ambulâncias não consigam cruzar a cidade (isto até alguém morrer) ou que se instaure a sensação de medo perante esse terrorismo juvenil. Vamos ver até quando.

É evidente também que o governo de SP está sendo atacado por todos os lados, pela horda de bárbaros da esquerda radical, por boa parte da imprensa militante, e certamente por uma grande parte de idiotas que nada sabem sobre política.

É espantoso e imprescindível perguntar. Como os jovens perante grande parte da imprensa brasileira se tornaram politizados e especialistas em ciência política, democracia e cidadania do dia para a noite? A resposta é simples. Não ficaram, são apenas massa de manobra (sem pauta, sem dar nome aos bois e sem unidade). O que esperar de jovens provenientes de uma das piores educações do planeta: Educação brasileira e a inutilidade do construtivismo”.[3]

Ainda assim, é importante mencionar, e frisar, o quanto o jornalismo militante é corresponsável pelas manifestações.[4] Uma das principais funções do jornalismo é orientar a população, sem sensacionalismo ou direcionamento para causas obscuras a grande parte da população. Isso é repugnante.

Copa do Mundo e Jogos Olímpicos trazidos pelos governos Lula e Dilma, tudo isso é e pode ser objeto de protestos, entretanto, por que não protestaram antes? Por que não cobram a Copa do Mundo do governo Lula? Afinal, foi ele que trouxe para o Brasil. Por que não protestam sobre o mensalão? Por que não protestam contra os mensaleiros José DirceuJosé Genoino e João Paulo Cunha condenados (pelo STF), e ainda não presos? Por que não protestam contra a PEC-37 ou a favor da diminuição da maioridade penal?

Com a Copa do Mundo ou mesmo durante os Jogos Olímpicos no Brasil é possível perceber o quanto estamos despreparados em termos de segurança nacional. Contra o terrorismo juvenil. Imagine só frente ao terrorismo internacional.[5]

Vamos ver até quando o governo da Dilma vai apoiar estes protestos. Aliás, contra seu próprio governo também. Porém, violento e nitidamente contaminado pelo próprio esquerdismo radical. O feitiço virando contra o feiticeiro.[6] Ainda assim, nefasto, pois é nas urnas que a resposta precisa ser dada. Em Salvador parecia uma rebelião de presos.[7] Em Brasília protestam contra tudo e contra todos. É uma verdadeira guerra civil.

Quando apontava a descrença na política brasileira em um artigo intitulado: Por que o brasileiro não gosta de política?[8]Queria explicar necessariamente que o brasileiro não gosta de política porque seu universo é individualista e a política é essencialmente coletiva estava correto, prova disso é a total dissintonia e falta de unidade nas manifestações Brasil afora. Hoje, como nunca antes na história deste país, o brasileiro é levado a odiar política e os políticos. Com um materialismo dominante, o indivíduo nessa condição apenas vive conforme seus extintos, e sempre busca o que lhe satisfaz particularmente, mesmo que seja uma porcaria. Contudo, se os políticos não se preocupam comigo, por que devo me preocupar com eles? Questionam os jovens. No entanto somos nós que os elegemos, e a responsabilidade pela porcaria também é nossa. Nós também somos culpados.

____________________________

[1]https://aliancacidada.wordpress.com/2013/06/17/terrorismo-juvenil-em-sao-paulo-um-retrato-nefasto-de-uma-nova-ordem-mundial/

[2] http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/vamos-falar-finalmente-de-sao-paulo-fora-pt-e-leva-a-dilma-com-voce/

[3]https://aliancacidada.wordpress.com/2012/11/24/educacao-brasileira-e-a-inutilidade-do-construtivismo/

[4]http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/estou-em-contagem-regressiva-para-que-a-turma-antipolicia-comece-a-gritar-cade-a-policia-ou-escarra-na-boca-que-te-beija/

[5]https://aliancacidada.wordpress.com/2012/08/03/jogos-olimpicos-no-brasil-e-o-perigo-do-terrorismo/

[6]http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/a-onda-vermelha-acabou-sem-ter-sido-sequer-marolinha-os-150-milicianos-do-pt-ja-cairam-fora-da-avenida-paulista/

[7] http://veja.abril.com.br/multimidia/video/fortes-confrontos-em-salvador

[8] https://aliancacidada.wordpress.com/2012/10/09/por-que-o-brasileiro-nao-gosta-de-politica/

Anúncios

One Comment to “A revolução das massas e o orgulho de ser um idiota útil”

  1. Sem visão, se não foi antes é agora e você estava aonde? Lendo Capricho! Forneça solução dificuldades nós temos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: